Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dinheirinho fácil


Já tirei P.O. (Policiamento Ostensivo  no Mercado Modelo e ali ficam várias ciganas lendo a mão dos turistas. Porém elas tem uma prática que é "abençoar" o dinheiro dos outros para a pessoa prosperar. Então muitos desavisados abrem a carteira e colocam o dinheiro na mão da cigana e depois de proferir algumas palavras o dinheiro some da vista do "antigo dono". A cigana agradece e diz que o encanto ou feitiço dará resultado em alguns dias. Muitos deixam pra lá e vão embora e outros correm para a primeira dupla de P.O. para se queixar de roubo.

Ao receber a queixa eu perguntava:

A Cigana meteu a mão em sua bolsa?
Resposta: Não

Ela te apontou uma arma?
Resposta: Não

E como o dinheiro foi parar na mão dela?
Resposta: Ela me pediu e eu coloquei

Sendo assim cidadão, você deu seu dinheiro pra ela, não foi um roubo, você acaba de me dizer que deu o seu dinheiro.
Resposta: Mas não era pra ela ficar com o dinheiro, foi R$ 50,00

Vamos lá conversar com ela:
Olá Cigana, bom dia, tudo bem?

-Sim Senhor

Recebi uma queixa de roubo dessa pessoa aqui, referente a senhora, poderia relatar o que houve?

- Ela me deu dinheiro

Deu?

- Sim, eu pedi e fiz o encanto para ela multiplicar riqueza e ela me deu o dinheiro.

Só que ela diz que a senhora não explicou os procedimentos do encanto e pensava que após o encanto a senhora devolveria o dinheiro.

- Ela que não perguntou

Diz ai, como podemos resolver sem precisar ir pra delegacia? A senhora esta disposta a devolver o dinheiro?

- Mas eu já fiz o encanto e ela vai receber muito mais

Então vamos fazer  seguinte, a senhora devolve R$ 40,00 e o encantamento fica sobre os R$ 10,00 restantes e ninguém vai pra delegacia, pode ser?

- Tá, tudo bem, mas ela depois vai receber bem menos.

Após pegar o dinheiro, perguntei a "vítima":

Esta bem assim pra senhora?
Resposta: Que jeito né, melhor receber os R$ 40,00 que passar o dia na delegacia pra resolver isso.

Pois é, fica a lição que aprendi quando criança: não confie em estranhos (sorri) e a "vítima" também. Entreguei o dinheiro pra ela e a mesma seguiu seu caminho e as ciganas continuaram com seu trabalho