Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Acessibilidade, Cidadania, Música e Poesia...

São vinte e cinco edições e muita coisa temos para aprender...


O Projeto Fala Escritor nasceu da iniciativa do poeta e historiador Leandro de Assis, juntamente com alguns colegas que buscavam um espaço capaz de reunir poesia, informação e entretenimento; ao finalizarmos esta edição temos a certeza que a responsabilidade é grande, a busca por conhecimento é infinita e talento e graça é uma marca do povo brasileiro.


O palco já estava armado, o cenário precisava de alguns retoques e os colaboradores da Livraria Saraiva deram um verdadeiro show.



Jandiara Barreto, Rodrigo Ribeiroe Keyla Nabuco nos disseram que poderiam fazer uma pequena participação musical no projeto, nós acreditamos e ali no palco vimos nascer um grupo, até aqui batizado de É Isso Aí!
O público entusiasmado, nós que organizamos a edição sabíamos que o tempo é como o refrão de Cazuza "não para" e ainda tinha muita coisa para acontecer, embora pudéssemos ficar ali, ouvindo eles a noite toda, sem medo de sermos completamente felizes.

Confira o início da apresentação do grupo:

Precisávamos dar seguimento à proposta da noite e a música fez sua pausa, a temática abordada seriaAcessibilidade, e mais que conceitos pré estabelecidos, precisávamos buscar modelos possíveis e com o auxílio de José Saramago e a fantasia de um autor que nos lembra "a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam" - a convidada professora Jerusa Maria iniciou um bate papo que abordou desde o desenvolvimento do alfabeto Braille, alguns itens que facilitam o trato das pessoas que não tenham visão física e ainda leu dois poemas de seu primeiro livro Olhos D´Alma, o toque suave das pontas dos dedos nas páginas pontilhadas instiga-nos a desvendar os mistérios da leitura Braille.

A palestrante nos mostra que incluíram os não cegos neste universo,
agora os livros possuem a versão Tinta e a versão Braille, no mesmo exemplar, o que viabiliza o processo de inclusão, facilita o compartilhamento e a troca de informações. Aos poucos vamos aprendendo a melhor forma de partilhar o conhecimento.

Ao final da palestra, o que ficou evidente para todos os presentes é que ACESSIBILIDADE não é um termo da moda, é uma questão de consciência cidadã: se a ferramenta certa é oferecida, tudo caminhará para o sucesso...

Jerusa Maria Ferreira de Souza é Professora Especializada em Educação de Deficientes Visuais, formada em Letras pela UCSal, chefiou o setor de Braille da Biblioteca Central por doze anos, dos cerca de trinta e três que prestou serviços à entidade. Viajou pelo Brasil fazendo palestras sobre educação e inclusão do deficiente visual e publicou dois livros,Olhos D´Alma e Pedaços de Mim.

Sangue Novo - 21 Poetas Baianos do Século XXI

O livro Sangue Novo foi apresentado em seguida ao público através dos autores que estiveram presentes ao evento. Da esquerda para direita: Fabrício de Queiroz, Érica Azevedo, Vânia Melo, Gabriela Lopes, Clarissa Macedo, Caio Rudá e Alexandre Coutinho.

Ficou evidente uma característica marcante entre os poetas, a timidez, o que nos leva a uma reflexão a respeito da poesia falada, lida ou simplesmente guardada às escondidas, ou seja, não importa o século que vivemos, haverão sempre pseudônimos, autores desconhecidos e poesia a ser desvendada, mesmo que o autor não mostre sua verdadeira face e nos deixe interpretar a revelia; ainda assim, nos foi possível viajar na poética do grupo, e mais uma lição foi reforçada nesta noite...

"Há poesia em tudo - na terra e no mar, nos lagos e nas margens dos rios. Há-a também na cidade - não o neguemos - facto evidente para mim enquanto aqui estou sentado: há poesia nesta mesa, neste papel, neste tinteiro; há poesia na trepidação dos carros nas ruas; em cada movimento íntimo, vulgar, ridículo, de um operário que, do outro lado da rua, pinta a tabuleta de um talho."
Fernando Pessoa


E não pensem que a poesia é privilegio dos tímidos, característica que passa bem distante do performático Gibran Sousa, músico e poeta que subiu ao palco acompanhado de Bi Moraes eGabriel Barros (Banda Irritmia) literalmente hipnotizando a plateia com um show dinâmico e ousado, arrancando aplausos entusiasmados.
O poeta estabelece um diálogo provocador com as artes plásticas, o drama, e o universo circense, assim como outras expressões artísticas.
Confiram o blog de Gibran Sousa: http://gibransou.blogspot.com/

A música envolvia a todos, era sábado a noite e embalados na poética de Luiz Miranda de Menezes, Vera Passos, Jaime Poeta, Claúdio Dórea de Simões Filho, Iraildo Dantas (Lua), Pinho Sannasc, Simeão Sousa e Vanise Vergasta, encerramos mais uma edição do Projeto Fala Escritor, certos de que ainda temos muito o que aprender.


Esta edição foi apresentada por Leandro de Assis e Renata Rimet


Fotos: Tairine Ceuta
Video: Valdeck Almeida de Jesus
Texto: Renata Rimet

Projeto Fala Escritor - Aqui Você Acontece!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Fala Escritor com Sangue Novo e Literatura em Braile


Em setembro o Fala Escritor recebeJerusa Maria Ferreira de Souza para falar de literatura em braile. De acordo com o site Bahia em Foco “Jerusa nasceu no município de Amélia Rodrigues (BA). Aos oito anos de idade, ingressou no Instituto de Cegos da Bahia, onde cursou o primário. A escritora participou de congressos, seminários e encontros, além de proferir palestras em colégios e empresas sobre sua vivência com necessidade especial e desafios enfrentados ao longo de sua trajetória”.


LANÇAMENTO

O livro “Sangue Novo: 21 poetas baianos do século XXI”, organizado por José Inácio Vieira de Melo é uma coletânea com textos de 21 poetas nascidos a partir de 1980, baianos ou radicados na Bahia. A apresentação dos poetas e do livro será feita pelo poeta Luís Antonio Cajazeira Ramos, seguida de recital com alguns dos autores, bem como uma performance de Gibran.

Dos autores da obra dez residem em Salvador: Alexandre Coutinho, André Guerra, Bernardo Almeida, Fabrício de Queiroz Venâncio, Gabriela Lopes, Gibran Sousa, Priscila Fernandes, Saulo Moreira, Vânia Melo e Vanny Andrade. Caio Rudá Oliveira, Georgio Rios e Ricardo Thadeu são de Riachão do Jacuípe. Clarissa Macedo e Lidiane Nunes residem em Feira de Santana. Edson Oliveira e Érica Azevedo moram em Santo Estevão. Gildeone dos Santos Oliveira é de Retirolândia. Janara Soares é de Barreiras. Vitor Nascimento Sá é de Maracás. Daniel Farias reside na cidade de São Paulo.

MÚSICA

A participação musical fica por conta de Jandiara Barreto e Rodrigo Ribeiro, músicos e poetas. Gibran Sousa, um dos 21 poetas, também recita e canta. Nesta edição do FALA, ele vai dar uma canja pra lá de animada para a galera que curte música de ótima qualidade, fugindo do lugar e do senso comuns.

PROJETO

O Fala Escritor começou através da iniciativa do escritor e historiador Leandro de Assis. A ele se juntaram vários outros poetas e atualmente a equipe é composta por Leandro de Assis, Valdeck Almeida de Jesus, Renata Rimet, Fau Ferreira, Carlos Souza, Pinho Sannasc, e Cymar Gaivota. Desde o início o Fala Escritor é sucesso, devido à grande demanda por espaços onde os escritores possam expressar o que pensam, fazer intercâmbio de informações, declamar ou simplesmente ler seus escritos. Outro fator importante para o crescimento do projeto é a união da equipe em prol da literatura. A credibilidade do trabalho se fortalece com a parceria com a Livraria Saraiva, que cede o espaço gratuitamente. Numa comunhão de esforços dos poetas, escritores, jornalistas, administradores, historiadores e filósofos, ganha a poesia.

Serviço:
O que: Fala Escritor – Sangue Novo e Literatura Braile
Onde: Livraria Saraiva Mega Store do Shopping Iguatemi.
Quando: Dia 10 de setembro (sábado) a partir das 18h.
Entrada: Grátis
Informações: (71) 8831-2888 / 8805-4708 / 8122-7231

Fonte
http://falaescritor.blogspot.com/2011/09/fala-escritor-com-sangue-novo-e.html