Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Afinal de contas, o que é justiça?

Foto: Eder Ferrari/Bahia Notícias

Todo ser humano, seja qual for a sua cultura, tem uma idéia de justiça que ele vai adquirindo com as experiências vividas. Segundo Rosana Madjarof, essa idéia ou sentimento, é algo intrínseco à condição humana, pois o homem normal é dotado de discernimento do bem e do mal, do certo e do errado e do justo e do injusto.

Na enciclopédia livre Wikipédia, o termo justiça é conceituado de maneira simples, “diz respeito à igualdade de todos os cidadãos”. Aristóteles se debruçou sobre o significado da justiça e conseguiu formular duas vertentes: “A primeira possui um caráter moral pessoal, uma espécie de Justiça interior, enquanto a segunda tem uma conotação reguladora, regendo as relações entre os cidadãos, seja de uma forma distributiva ou de uma forma corretiva.” ( Sollberg 2008)

Desta forma, entendo que cada pessoa pode discernir se uma situação, medida ou ação foi ou não justa, independente do que os magistrados interpretaram e julgaram. O que dizer, por exemplo, do caso do goleiro Renê, do Esporte Clube Bahia, suspenso do futebol por um ano, devido ao uso de uma substância chamada furosemida, a mesma que o nadador Cesar Cielo utilizou e foi suspenso da natação por apenas vinte dias? Foi justo?

Talvez tenha sido justo para os doutores da (CAS) Corte Arbitral do Esporte, mas para todos que acompanharam o caso do goleiro, isso foi uma injustiça e das mais sacanas. Será que Renê neste momento sabe o que é justiça? Vejamos suas palavras: “Eu estou arrasado com o que fizeram comigo! Só porque não sou medalhista? Não dou retorno? Não torci contra, só torci pela igualdade! Tenho 33 anos e 3 filhos, que vale muito mais que uma medalha olímpica, nem sei o que dizer".

Alguém sabe o que dizer para ele? Um cidadão que tatuou em seu corpo o amor a pátria através de uma frase do Hino Nacional: "verás que um filho teu não foge a luta". É por essas e outras que eu não acredito na justiça deste país, acredito sim, no amor, na amizade, no bom senso, enfim, no discernimento do bem e do mal de cada cidadão e se este falhar comigo, ainda há a justiça divina para me proteger.


Referências:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Justi%C3%A7a

http://www.mundodosfilosofos.com.br/rosana5.htm

http://www.webartigos.com/articles/9125/1/A-Concepcao-Aristotelica-De-Justica/pagina1.html

http://www.radiometropole.com.br/noticias/index_noticias.php?id=VG1wWmVFNVVaejA9

http://ibahia.com/detalhe/noticia/goleiro-rene-desabafa-apos-resultado-do-julgamento-de-cielo/

http://www.bahianoticias.com.br/noticias/noticia/2010/10/19/76447,goleiro-rene-pega-gancho-pesado.html

Nenhum comentário: