Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

quarta-feira, 9 de março de 2011

Ameaça de bomba contra Polícia Militar para o Carnaval da Bahia

Durante o carnaval os policiais militares que são os verdadeiros responsáveis pela segurança do folião ficam em cima de elevados, estruturas de ferro que os deixam vulneráveis em relação à própria segurança devido ao modelo e posição em que são colocados ao longo dos circuitos da grande festa. Com essa vulnerabilidade, foi fácil colocarem um artefato suspeito de ser explosivo embaixo de um desses elevados, ameaçando a vida dos militares.

O artefato estava numa embalagem marrom e tinha duas pequenas lâmpadas vermelhas daquelas de rádio de pilha acessas, populares que estavam ao redor do elevado informaram à patrulha que desceu do elevado, verificou o material e começou a isolar o local, outras patrulhas foram chegando e em pouco tempo o local estava totalmente isolado, permanecendo na área apenas policias do Batalhão de Choque e do Corpo de Bombeiros.

O elevado estava posicionado atrás do IGHB (Instituto Geográfico e Histórico da Bahia), que fica ao fundo do curso Grandes Mestres e o policiamento isolou até o módulo policial do Relógio de São Pedro sentido Praça Castro Alves e após a Praça da Piedade sentido Campo Grande. A multidão foi sendo afastada lentamente para não gerar confusão, enquanto os policiais afastavam a população, os bombeiros orientavam os ocupantes dos prédios próximos ao local.

Mais ou menos uma hora após serem acionados os policiais especializados para esse tipo de situação conseguiram chegar ao local e montaram uma operação para detonar o artefato, antes da detonação dois homens foram autorizados a furar o bloqueio, pois carregavam uma mulher desacordada e os bombeiros prestaram atendimento e uma das patrulhas a conduziu para o posto médico instalado da Piedade.

Com a detonação a população aplaudiu o trabalho dos militares, que conseguiram resolver a situação com tranqüilidade e aos poucos à circulação de pessoas foi sendo liberada começando pelos comerciantes que tinham abandonado suas caixas e isopor no local. Apesar do sucesso da operação, fica o alerta para os militares baianos quanto à insegurança dos elevados, que no próximo ano eles possam ser fechados embaixo e que fiquem localizados de uma forma mais segura, não permitindo acesso a pessoas por trás deles.


Foto:

Nenhum comentário: