Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Pelo amor de Deus

Difícil de entender pela razão
O que só o espírito pode sentir
Por várias vezes pedi perdão
E em nenhuma delas menti.

Estando arrependido e de joelhos
Em prantos, clamando pela cruz
Pelo sangue derramado do Cordeiro,
O sangue poderoso de Jesus.

Eu mesmo não me perdoaria
Pelos pecados que cometi
Mas Ele é Santo e misericordioso
E para sempre o irei seguir.

Um comentário: