Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Piratas na Baia de Todos os Santos


A Travessia Plataforma/Ribeira estava desativada desde o ano de 1994, as estruturas dos dois terminais hidroviários estavam arruinadas e serviam de ponto de tráfico e uso de drogas, até que o atual prefeito João Henrique Carneiro reformou as estruturas e colocou novas lanchas para fazer a travessia.

Um dos motivos que levou os terminais a serem abandonados foi principalmente a falta de segurança no Terminal Hidroviário de Plataforma, vivia sendo assaltado, tanto o terminal quanto as pessoas que necessitavam utilizar o transporte. Após a reforma, a Guarda Municipal faz a segurança do local, porém não tem dado resultado, pois a nova modalidade dos assaltantes é a pirataria.

Uma pequena embarcação (canoa) aproxima-se da lancha no meio da travessia e dois assaltantes que estão dentro do transporte anunciam o assalto, obrigam o comandante a parar a embarcação, fazem à limpa nos passageiros e pulam para a canoa com os pertences dos passageiros.

Pra quem pensa que piratas é coisa do Caribe ou do Mar Mediterrâneo, na Bahia também tem piratas. Mas sem papagaios, macacos, heróis e sem bandeiras com o tradicional símbolo pirata, apenas uma canoa e algumas armas de fogo que vulgarmente também são conhecidas pelos marginais como canhão. Espada é coisa de filme.

2 comentários:

Paulo Fernando disse...

ahahahahah

Adorei o texto!

Ivana disse...

Pois é Léo, amo ir à Ribeira de barco, vou andando até o terminal de Plataforma e retorno andando, pelo menos até o Luso. AMava fazer isso, principalmanete nos dias de domingo.
Relembrava a minha infância, quando ia para sua casa ou para de Sueli.
Mas em um domingo desses, fui assaltada próximo ao terminal, desde então faço minhas visitas à Ribeira de ônibus.