Elisa Lucinda

Elisa Lucinda

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Imprensa sacana


Na porta do Hospital Geral do Estado
Encontra-se uma equipe de televisão
Esperando a ambulância do SAMU
Trazer alguém em ruim estado

Ao abrir da porta da ambulância
O cinegrafista já aciona a câmera
E a reportér não perde tempo
Pega o parente pra ser entrevistado

Quem quer saber de desgraça?
Quem quer ver o sangue alheio?
Ninguém está achando graça
De como parte da imprensa ganha dinheiro.

Não ligam para o sofrimento
Nem mesmo para a dor humana
Pensam que é entretenimento
A desgraça da raça humana.

Um comentário:

Henrique disse...

Concordo. Penso que essa lei de liberdade de imprensa tem que ser revista. Agora a miséria, desgraça alheia e outras mazelas da sociedade virou realit-show e forma de ganhar dinheiro.

Henrique Quireza